VIBRAÇÃO



VIBRAÇÃO

Sinto cada canto
música de toda porta
que a palavra abre
feito estivesse torta
ou tonta de alegria
numa dança sem lacres
de pele em sinfonia
tanto que este ano
nasceu cheio de encanto
e me vibra cada plano
feito som nu de piano
e voo sem aeroplano
até a lua num segundo
num primeiro aconchego
alado fica meu mundo
com o último e infinito
bem-querer demais
bem além de bonito
sem perguntar se é pecado
amar sem poder mais
aos acordes do sagrado
amor que canto.

Esther Alcântara
06/01/2010

2 comentários:

Deminny - mini babies e dolls disse...

Quanta inspiração! só poderia sair de vc...palavras que juntas, ficam tão belas...

Sandra Gasques disse...

Esther,
Vc sabe que sou fã dos seus poemas... Desejo que se conserve e se renove sua intimidade com a palavra. A música ficou muito boa também.