Em trementes

Entrementes traço
retas no redondo
vôo marimbondo
beijo beija-flor.

Entrementes tremo
veias estremeço
veios pelo avesso
afogo no fogo.

Entrementes trinco
rompo meu allegro
quase desintegro
sísmica me cismo.

Entrementes troco
verbo pelo verso
sobre o submerso
mel amor emerge.

Entrementes truco
foco a estrela rara
visto a vista clara
vértice horizonto
.
--------------

Esther Alcântara
02/03/2009

3 comentários:

anja disse...

Horizonte-se sempre...em vértices e vórtices, que a gente agradece.

Sabe que eu adoro invenções e jogos de palavras.
:)

A garota do copo d'gua disse...

esther, tive que bloquer meu blog! mas querro que vc continue sendo minha leitora... pra isso tenho que te autorizar!
mande seu email pro meu email!
lu_tinoco@hotmail.com

beijaao
=*

belo texto.

Vivi Crespo disse...

como me gustan tus escritos y tu musica
besos