DENTE-DE-LEÃO

Assopro-te dor graúda
de lembrança em letargia
Assopro-te canto do peito
que em mim não cabem
mais agudos.



Assopro-te planta miúda
dos jardins da inocência
Assopro-te vestígio de pele
que em vão me vestem
tais fragrâncias.

............
Esther AlcântaraFoto: Ricardo Zacho

2 comentários:

Ricardo Zacho: ricardo.zacho@gmail.com disse...

Olá Esther,

Essa foto é minha sim! =D
Fico feliz que tenha gostado.

Legal seu blog, as poesias, são todas suas?

Abraço,
Ricardo Zacho

André L. Soares disse...

Bom dia!

Não sei se você é a Esther que já conheço do Via-6. Também não importa. Importa dizer que não conhecia esse blog e, por meio do sistema Blogblgos vim parar aqui: espaço poético de imensa qualidade. Cada poema, uma viagem. Agora, se me permitir, vou estar sempre por aqui, lendo e lendo mais.

Grande abraço, Poetisa!