CORDAS

No cinza da tarde

cordas pintam o mundo
acordam nuanças musicais

Música amiga
música que abriga
música que sabe colorir

No cinza da tarde
cordas em meu peito
acalmam-se entre acordes

..................
Esther Alcântara

14/03/2008


(A Camilo Carrara, pelo seu sublime dedilhado, que dá cor a esta minha tarde cinza)

3 comentários:

Clauky Saba disse...

olá querida Esther,

Sou uma das coordenadoras da I Semana da Poesia/RJ. E estamos indo muito bem.

Como sou produtora, tenho o costume de googlear oos eventos na net para ver sua propagação. Eis que te achei no Via 6 (ia deixar umcomentário por lá mas tinha que se cadastrar e tal...)

Enfim, vim aqui te dizer que em breve estaremos disponibilizando videos e fotos e comentários de alguns dias e atrações da semana.

por enquanto, a programação atualizada e um texto-manifesto se encontram em www.movimentoinverso.blogspot.com

poetabraços e muita arte!!! Obrigada por ter divulgado. Estamos juntos!

Clauky Saba

J@de disse...

Lindo poema!!
25 de abril - 44 anos!! Afinidades...
Tenho uma amiga que fiz através do blog que encontrei justamente procurando letra de música!!
Amanhã lerei mais pq deu minha hora de sair, obrigada pela visita!
Beijos!!

roberta_ disse...

e com todo esse cinza que vejo se colorindo, acaba assim num arco-iris de boas lembranças e um momento de felicidade que como relampago passa, de repente resolve voltar e fica por um longo tempo...
adorei seu espaço Esther!
um beijinho!